quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Centro de Criação em Teatro e Artes de Rua

Até o Jornal de Notícias de hoje dá conta do assunto. Afinal a solução para o espaço ocupado pelo desactivado Tribunal poderá estar iminente. O Concurso de Ideias aberto pela Câmara Municipal de Santa Maria da Feira para o projecto de construção do Centro de Criação em Teatro e Artes de Rua abre a hipótese a duas localizações. Se numa primeira fase o projecto esteve previsto para o antigo Matadouro, na zona da Piedade, hoje prevê-se uma segunda hipótese.

Brevemente será conhecido o projecto vencedor e com a ele a localização final... para que a candidatura a QREN possa ser imediatamente realizada. Havendo aprovação, o projecto avançará no final deste ano ou no início do próximo.

Entretanto já se conhecem as linhas mestras do novo edifício... o projecto terá que incluir um salão principal, uma sala de montagem e estaleiros, um pequeno auditório, um café-concerto e salas de apoio à realização de eventos ou acolhimento de companhias e área de residências artísticas. Deverá, ainda, conter o arranjo das zonas exteriores, para apoio às suas actividades.
O salão principal terá por base um espaço vocacionado para a criação (ensaios com actores e maquinarias) e o acolhimento de espectáculos de teatro de rua e de projectos para o espaço público (dança, musica, multimédia, artes plásticas, etc.) e com uma lotação máxima de 500 lugares sentados.

Numa altura em que muito se tem falado no futuro do espaço até aqui ocupado pelo Tribunal este projecto cai que nem uma luva. Mas antes de mais passo a referir vantagens e desvantagens das duas localizações propostas.

Antigo Tribunal:
- localização em pleno centro da cidade;
- fantásticas acessibilidades;
- possibilidade de criação de um eixo cultural por excelência num espaço de menos de 500 metros (Cine Teatro, Centro de Artes de Rua e Auditório da Biblioteca);
- oportunidade de requalificar o espaço, dignificando a imagem que tem estado associada à Alameda do Tribunal, já por muitos designada de Praça das Artes de Rua;
- o nivelamento da área permite criar uma praça sensivelmente com o dobro do espaço, com eliminação do estacionamento de superfície e provavelmente criação de espaço de aparcamento subterrâneo.

Antigo Matadouro:
- projecto original, já bastante interiorizado;
- possibilidade de requalificação de zona degradada da cidade;
- peca nas acessibilidades... nada que não possa ser corrigido, mas será sempre um espaço menos acessível a massas;
- terreno mais pequeno... impossibilidade de grandes espectáculos de rua na envolvente.

Na minha opinião, e mesmo tendo apoiado desde o primeiro dia a localização no antigo Matadouro, considero a hipótese antigo Tribunal de maior valor para a cidade, para o projecto e para os artistas. A inserção de um projecto desta dimensão em pleno centro da cidade trará mais vantagens do que o seu "isolamento" num espaço ligeiramente mais distante.

4 comentários:

Pedro disse...

Por um lado fico triste, pois a requalificação do antigo matadouro começaria a dar uma nova vida a esta parte da cidade, mas por outro, tem outra parte que começa a ficar ao abandono, que é o antigo tribunal! Esta nova proposta está num local de excelência!
Mas o que fazer no antigo Matadouro? Continuar no abandono e deixar aquilo a degradar-se aos poucos? Até ao dia que não tenha solução a não ser deitar abaixo? Uma solução vinha a calhar e não deixem morrer ainda mais o lugar da Piedade! Passo a referir que este lugar tem uma bela vista sobre a cidade, principalmente ao pé da estação! Com o pôr do sol ainda melhor é....

E não moro ali....

bc23 disse...

E tem mesmo... o Centro de Artes de Rua poderia ser mesmo a solução para dar um impulso, mas depois desta proposto duvido que o projecto final venha a ficar aí.
De qualquer forma é preciso criar algo naquela zona.
Para começar, dignificar as ruas... miseráveis e sem passeios... embelezar, em termos urbanos o alto da piedade e facilitar o acesso. E por fim levar qualquer coisa para o antigo Matadouro... mesmo que seja algo sem utilidade para o grande público, pelo menos tirava-se partido de um edifício único a caminho da degradação.

Bruno Pinho disse...

Concordo plenamente com o novo espaço nao so pela localização mas tambem pelo maios espaço. Falta agora arranjar soluçao para as antigas instalaçoes do Matadouro. Porque nao aproveitar o espaço para um museu da linha do vouguinha?! Devido a proximidade era uma boa hipotese...

bc23 disse...

Eu deixaria outra sugestão para o Matadouro... porque não recuperar a ideia da "Fábrica dos Sonhos"?

Há quase 10 anos, ainda Carlos Martins estava na Câmara, foi apresentada uma possível solução para o antigo Matadouro... passava pela conversão do espaço num centro de criação em imagem, multimédia, fotografia e artes gráficas... daí o nome "Fábrica dos Sonhos". Entretanto o Centro de Artes de Rua fez adormecer a ideia.
Para os dias de hoje eu sugeria uma alteração do projecto, com a criação naquele espaço da sede da Casa Municipal da Juventude, com espaços para apoio à juventude, actividades, workshops, espaço internet... e onde se incluiria a "Fábrica dos Sonhos", com um pequeno auditório de exibição de trabalhos, estúdios de produção e pós-produção e áreas de partilha de conhecimentos.