sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

10 Dias | 10 Abordagens Prioritárias para a Cidade (5º)


Um dos grandes males do país também afecta Santa Maria da Feira: a SAÚDE.

Ao longo dos últimos anos muitas críticas têm sido dirigidas ao Hospital de São Sebastião, pela demora que as urgências vão levando... acontece que a origem do problema não está ali. A maioria dos acontecimentos de urgência hospitalar não passam de situações passiveis de resolução no Centro de Saúde... aqui sim, temos problema. A falta de médicos, a escassez de meios e por vezes as instalações desadequadas não permitem fazer melhor. A aposta terá de ser nos cuidados primários de saúde. O reforço das Unidades de Saúde Familiar revela-se de grande urgência, sendo de grande importância o aumento do número de médicos disponíveis, e principalmente o alargamento do horário de funcionamento, essencialmente ao fim de semana.

Ao nível dos cuidados de saúde mais avançados, aí sim, temos o HSS a responder de forma, normalmente, positiva. Acontece que ao longo do tempo o número de pessoas que passaram a depender desta unidade aumentou drasticamente, de maneira que sejam necessárias soluções de espaço. Há algum tempo que se fala na expansão do hospital. A construção de um novo edifício nas traseiras poderá ser mesmo a solução para a tão ansiada instalação da psiquiatria, ou mesmo para os problemas de espaço da oncologia.

2 comentários:

Pedro disse...

Bem, as urgências do Hospital São Sebastião, é de lembrar, que não só servem os feirenses, como muitos mais habitantes dos concelhos a volta, pois não há mais hospitais com urgências nocturnas, daí que também se complique. Sei de muitos casos que vão para a urgência porque lhes dói a cabeça ou porque lhes dói a barriga desde o dia anterior. Aqui nestes casos, acho que se deveria ir ao encontro dessa população, e esclarecer para não irem para o hospital, e que podem esperar até ao dia seguinte e ir a USF.

A expansão do hospital não vai resolver os problemas todos, mas talvez a construção do hospital que já foi falado entre Oliveira e São João, aí pode ajudar muito.

Lembro ainda que há um Hospital Privado em projecto para o Europarque, da clínica Mayo.

bc23 disse...

O hospital privado do Europarque será muito específico. O projecto da Mayo Clinic para a Feira é um Centro de Investigação Oncológico com unidade de tratamento... basicamente será vocacionado para cancro. Muito provavelmente nem urgência nocturna terá. É um grande investimento para a Feira mas em pouco ajuda o HSS.

Quanto ao hospital entre SJm e OAZ... duvido. O número de habitantes que dependem do HSS é bastante reduzido quando comparado com a maioria dos hospitais do mesmo nível. É bom que se faça pressão, mas a andar mesmo vai demorar muito tempo. Mais depressa é ampliado o hospital da Feira... até porque falamos em criar condições na que já é uma das maiores unidades de oncologia do país (em 2007 a 3ª em número de doentes tratados... mais do que o IPO de Coimbra).